A Lua não produz luz própria, porém brilha porque sua a superfície reflete os raios solares. OS Eclipses da Lua acontecem quando o Sol, a Terra e o nosso satélite natural estão alinhados a ponto de formar um segmento quase alinhado. O termo técnico para este fenômeno de alinhamento é a sizígia, que vem da palavra grega “alinhado”.

Durante um eclipse lunar total, o Sol, a Terra e a Lua estão em alinhamento. O planeta Terra bloqueia qualquer incidência de luz solar direta sobre a superfície da Lua. O sol, por estar “atrás” do planeta Terra, projeta a sombra da Terra entre a superfície da Lua, fazendo com que ela fique totalmente coberta pelo escuro. É justamente esta sombra que ocasiona o Eclipse Lunar.

Ilustração de como ocorre um Eclipse Lunar Total.

Ilustração de como ocorre um Eclipse Lunar Total.

Por que não observamos um Eclipse Lunar todo mês, se é necessário uma lua cheia para o fenômeno?

Isso ocorre porque o plano da órbita da Lua em torno da Terra é inclinada em um ângulo de 5° ao plano orbital da Terra (eclíptica) em torno do Sol. Os pontos onde os dois planos orbitais se encontram, são chamados de nodo lunar. Os eclipses só podem ocorrer quando estiverem justamente perto destes nódulos lunares ter lugar perto dos nós lunares – eclipses lunares ocorrem quando a Lua cheia acontece perto de um nodo lunar.

Nós seremos contemplados com o fenômeno astronômico, pois ele poderá ser observado no dia 27 de setembro por todos os moradores do Brasil, ou seja, por todos os estados Brasileiros. O eclipse estrará em sua fase Penumbral (ocorre quando a Lua entra na região de penumbra, o que na prática resulta numa variação do brilho da Lua que dificilmente é notada) por volta das 21:12 (Horário de Brasília). A sua fase Parcial (ocorre quando apenas parte da Lua é obscurecida pela sombra da Terra) acontecerá a partir das 22:07 (Horário de Brasília). O máximo do Eclipse (momento em que a Lua está totalmente coberta pela sombra da Terra) ocorrerá por volta da meia noite do dia 28 de setembro. Enfim, o eclipse terminará por voltas das 01:30 (Horário de Brasília).

É um fenômeno muito bonito e especial para ser observado à olho nu e não se precisa necessariamente de instrumentos para a contemplação do eclipse.

Nós do Projeto Ciência e Astronomia estaremos fazendo a transmissão ao vivo com um telescópio acoplado à câmera e comentários a partir das 21:00 (Horário de Brasília). Você pode acompanhar a transmissão pelo player abaixo:

Você também poderá interagir conosco pelos comentários do Youtube, no nosso site, na fan page do Facebook e com a Hashtag #EclipseNoCeA no Twitter.

https://www.youtube.com/watch?v=9VdEWKYXvFU