Uma empresa francesa quer aproveitar o poder de bactA�rias bioluminescentes para iluminar as A?reas pA?blicas de Paris.

A Glowee, uma start-up parisiense, planeja usar as bactA�rias com o objetivo de iluminar fachadas de lojas, espaA�os pA?blicos e instalaA�A�es, com a esperanA�a de iluminar ruas inteiras com essas “lA?mpadas microbianas”.

O site New ScientistA�informouA�que as luzes consistem de um gel transparente contendo as bactA�rias bioluminescentes, juntamente com aA�A?cares e oxigA?nio o suficiente para elas sobreviverem. A bactA�ria, alA�m de nA?o se nA?o ser patogA?nica, nA?o A� tA?xica.

O uso das bactA�rias luminescentes trazem vA?rios benefA�cios ambientais. Embora a empresa nA?o tenha a intenA�A?o de substituir toda a iluminaA�A?o elA�trica com bioluminescA?ncia, A� uma ideia promissora, sem a necessidade do consumo de eletricidade e com muito menos emissA�es de diA?xido de carbono, em comparaA�A?o com outros A�mA�todos convencionais.

Em seu site, a empresa diz que “toda a energia gerada serA?A�utilizada no processo de produA�A?o de luz. TambA�m se informa que a intensidade da iluminaA�A?o serA? mais baixa, permitindo limitar o efeito da poluiA�A?o luminosa.”

Atualmente, existem algumas incA?gnitas no projeto da empresa. Seu projeto atual sA? pode produzir luz por trA?s dias. Embora a equipe espere melhorar esta duraA�A?o, hA? tambA�m a questA?o de saber se o custo e os meios de produA�A?o poderiam rivalizar com a eficiA?ncia de outra tecnologia de iluminaA�A?o.

Embora o custo e eficiA?ncia do Glowee ainda nA?o estejam totalmente divulgados, existem algumas vantagens prA?ticas. As luzes sA?o feitas de conchas claras que podem ser facilmente aparadas e adaptadas a qualquer forma e tamanho. AlA�m disso, as luzes e os invA?lucros aparecem transparentes durante o dia.

glowee-bioluminescence-installation_0902D0019201629424

Sua inspiraA�A?o veio depois de uma lei que foi aprovada em julho de 2013, que proA�be os escritA?rios e revendedores de manter as suas fachadas iluminadas durante as primeiras horas da manhA?, a fim de reduzir a poluiA�A?o luminosa e o consumo de energia. Com oA�Glowee emitindo uma luz de baixa intensidade e nA?o consumindo a rede elA�trica da FranA�a, esta tecnologia consegue contornar as leis.A�

Depois de uma campanha de crowdfunding no mA?s de maio do ano passado, a empresa Glowee estA? agora trabalhando em projetos com empresas de eventosA�eA�empresas do mobiliA?rio urbano.

Mas quem sabe, quando vocA? for visitar aA�”Cidade da Luz”, o caminho pode ser iluminado por algumas bactA�rias bioluminescentes.