No dia 03 de fevereiro, a cinquenta anos atrás, a nave espacial soviética Luna 9 fez seu pouso pela primeira vez sobre a superfície da Lua. Lançado a partir de Baikonur em 31 de janeiro de 1966, o lander Luna 9 pousou dentro do conhecido Oceanus Procellarum.

A quarta missão bem sucedida da série Luna da União Soviética, Luna 9 nos enviou as primeiras imagens da superfície da Lua a partir de sua superfície e, talvez ainda mais importante, confirmou que um pouso de nave espacial era realmente possível.

O lander da Luna 9 era composta de duas partes principais: a fase de voo, que pesava 1.439 quilos, onde continha retro-foguetes e motores de orientação, sistemas de navegação e vários tanques de combustível, e a estação automática lunar, que pesava 99 quilos, que continha todos os instrumentos científicos e de imagem junto com baterias, aquecedores e um transmissor de rádio.

Quando uma sonda no estágio de descida detectava contato com a superfície lunar, o lander era envolto por um airbag inflado, onde assim era liberado para descer com segurança a superfície lunar. A sonda atingiu a superfície da Lua numa velocidade de 22 km/h.

luna-9

Lander do Luna 9.

Uma vez que o Luna 9 pousasse na Lua, suas antenas de rádio começaram a capturar as primeiras imagens panorâmicas no momento em que a Lua estava sendo iluminada bem ao seu horizonte. As fotos chegaram ao comando da missão na Terra em 04 de fevereiro de 1966, sendo as primeiras fotografias tiradas a partir da superfície da Lua e, de fato, as primeiras imagens adquiridas a partir da superfície de outro corpo celeste.

Quatro meses depois, em 02 de junho de 1966, da NASA enviou o Surveyor 1, que se tornaria a primeira nave espacial dos Estados Unidos a fazer um pouso na superfície da Lua. O lander Surveyor 1 tinha o objetivo de enviar dados científicos e 11.240 fotos ao longo de um mês de operação, mas, em termos da história da exploração espacial, o Luna 9 será sempre lembrado como primeiro lander a chegar à Lua.

Fonte: Universe Today