Uma equipe de pesquisadores da Universidade da CalifA?rnia liderada pelos astrA?nomos Behnam Darvish e Bahram Mobasher postulou uma das razA�es para que galA?xias tenham parado de produzir estrelas. Analisando amostras de 70 mil galA?xias, eles chegaram a conclusA?o de que eventos externos (como a retirada de gA?s a partir de uma galA?xia dentro de um aglomerado de galA?xias) e eventos internos (como o buraco negro no centro da galA?xia) podem ser os fatores decisivos para que estrelas parem de nascer.

A caracterA�stica que mostra quando uma galA?xia parou de produzir estrelas A� a sua cor. GalA?xias azuis formam estrelas ativamente e as vermelhas nA?o formam mais estrelas. Esse processo de parada ainda nA?o A� bem compreendido pelos astrA?nomos, mas este novo estudo promete abrir um novo caminho para a questA?o.

Utilizando o telescA?pio COSMOS UltraVISTA, eles vasculharam 70 mil galA?xias analisando as distA?ncias entre elas nos A?ltimos 11 bilhA�es de anos, principalmente os processos internos e seus efeitos externos que acabam influenciando na atividade de produA�A?o de estrelas

Dentro de um aglomerado de galA?xias, muito gA?s A� puxado de dentro de algumas galA?xias graA�as aquelas que estA?o se movendo sobre influA?ncia da gravidade; outros materiais sA?o arrancados das galA?xias quando mA?ltiplos encontros gravitacionais entre galA?xias ocorrem, alA�m da suspensA?o do gA?s frio para galA?xias azuis que acabam se tornando vermelhas. Dessa forma, estes processos externos esgotam ou cessam os ingredientes primordiais para o nascimento de estrelas em galA?xias.

Os mecanismos internos sA?o, basicamente, as aA�A�es do buraco negros no centro das galA?xias, que atravA�s de jatos, ventos ou radiaA�A?o intensa podem ser capazes de a�?sumira�� com o gA?s hidrogA?nio; a chamada a�?saA�da estrelara�� A� quando jovens estrelas e supernovas empurram o gA?s para fora de galA?xias hospedeiras. Assim, novas estrelas ficam sem o ambiente e o material propA�cio para seus surgimentos.

a�?Ao usar as propriedades observA?veis das galA?xias e mA�todos estatA�sticos sofisticados, que mostram que, em mA�dia, processos externos sA? sA?o relevantes para extinguir galA?xias durante os A?ltimos oito bilhA�es de anos. Por outro lado, os processos internos sA?o o mecanismo dominante para desligar a formaA�A?o de estrelas antes deste tempo e mais perto do inA�cio do universoa�?, explica Darvish.

Os debates astronA?micos sA?o se a parada da formaA�A?o de estrelas A� um processo interno, externo ou uma combinaA�A?o de ambos os processos. Essa descoberta fornece novas pistas para compreender porque galA?xias vieram deixando de produzir estrelas em vA?rios momentos do Universo.

Via EurekAlert