Na mesma medida em que espA�cies estA?o sendo devastadas por conta de aA�A�es humanas, alguns organismos estA?o passando por evoluA�A?o adaptativa aos novos cenA?rios ambientais moldados pelos humanos. Um estudo conduzido pelo Centro de Macroecologia, EvoluA�A?o e Clima da Universidade de Copenhagen mostrou as causas de tantas espA�cies estarem se modificando e discute que uma espA�cie nA?o pode substituir outra sem causar danos a ecossistemas.

O estudo mostra que aA�A�es humanas diversas estA?o extinguido espA�cies, modificando outras e fazendo espA�cies novas surgirem. Isso estA? correndo por conta de introduA�A�es acidentais de espA�cies exA?ticas, domesticaA�A?o de animais e plantas selvagens, seleA�A?o nA?o natural por conta da caA�a predatA?ria e ao aparecimento de novos ecossistemas sobretudo em A?reas urbanas. Os autores mostram que, pelo prA?prio bem da natureza, espA�cies extintas nA?o podem ser substituA�das por espA�cies que estA?o surgindo nesse a�?booma�? de aA�A�es humanas.

a�?As perspectivas de a�?artificialmentea�� estarmos ganhando novas espA�cies atravA�s de atividades humanas nA?o se encaixa na compensaA�A?o de perdas de espA�cies a�?naturaisa��. De fato, a perspectiva de um mundo com biodiversidade artificial A� assustador e enormemente empobrecidoa�?, diz Joseph Touro, principal cientista do trabalho.

Os resultados da pesquisa mostram alguns casos intrigantes como o do mosquito comum, aqueles que aparecem com frequA?ncia em casa. Em Londres, esse mosquito conseguiu estabelecer uma populaA�A?o subterrA?nea: agora, ele A� chamado de mosquito a�?London Undergrounda�?. Este mosquito nA?o pode cruzar com os mosquitos que vivem nas casas e, por tanto, A� considerado uma nova espA�cie de mosquito.

A caA�a predatA?ria tambA�m estA? levando A� novas caracterA�sticas emergentes em vA?rios animais, o que pode levar a eventuais novas espA�cies e a extinA�A?o de espA�cies menos adaptadas. a�?NA?s tambA�m vemos exemplos de domesticaA�A?o resultando em novas espA�cies. De acordo com um estudo recente, pelo menos seis das 40 espA�cies de plantas agrA�colas mais importantes do mundo sA?o inteiramente novasa�?, explica Touro.

Os pesquisadores concordam que, se continuar nesse ritmo, estaremos conduzindo o sexto perA�odo de extinA�A?o mundial em massa. A A?ltima Era Glacial, hA? 11.500 anos atrA?s, cerca de 255 espA�cies de mamA�feros e 523 espA�cies de aves foram extintas; grande parte tambA�m deu-se por conta da presenA�a humana. No mesmo perA�odo, os humanos realocaram 900 espA�cies conhecidas e domesticaram mais de 470 animais e 270 espA�cies de plantas. Esta sexta extinA�A?o combinada com a evoluA�A?o de novas espA�cies pode trazer danos biolA?gicos e de saA?de, podendo inserir doenA�as totalmente novas que podem criar epidemias sem controle.

Via Science Daily