Novas imagens do Telescópio Espacial Hubble da NASA revelam detalhes nunca antes vistos em Júpiter. Mapas de alta resolução e globos giratórios (com formato 4K Ultra HD).

Estes novos mapas de Júpiter foram feitos a partir de observações realizadas com o telescópio espacial Hubble da NASA. Eles são os primeiros vídeos animações que virão a partir de um programa para estudar planetas exteriores do Sistema Solar – Júpiter, Urano, Netuno e, mais tarde, Saturno – a cada ano usando o Telescópio Hubble para se conseguir maiores detalhes.

As observações são projetadas para capturar uma ampla gama de funcionalidades, incluindo ventos, nuvens, tempestades e a química da atmosfera. Estes estudos anuais ajudarão os atuais e futuros cientistas a verem como tais mundos gigantes mudam ao longo do tempo.

Os cientistas no Goddard Space Flight Center da NASA, do Jet Propulsion Laboratoryv e da Universidade da Califórnia, localizado em Berkeley, produziram dois mapas globais de Júpiter das observações realizadas, que foram feitas usando  o Hubble’s high-performance Wide Field Camera 3.

Primeiro mapa global de Júpiter

IDL TIFF file

Os movimentos de nuvens pode ser visto nesta sequência curta que se alterna entre o primeiro e segundo mapa de Júpiter.

Os movimentos de nuvens, com close-ups mostrando o movimento de um filamento único, não visto antes, na Grande Mancha Vermelha. A Grande Mancha Vermelha é mostrada no azul (à esquerda) e vermelho (direito) pelos comprimentos de onda.

jupiterbefore-after_big

No norte Equatorial de Júpiter, os cientistas avistaram uma onda rara, que tinha sido visto apenas uma vez antes. É semelhante a uma onda que às vezes ocorre na atmosfera da Terra quando os ciclones se formam. Esta falsa cor na imagem de Júpiter mostra os ciclones (setas) e as ondas (linhas verticais). 

Microsoft Word - OPAL_report1.docx

Você pode ver as imagens com maior resolução e inclusive baixar para o site computador clicando aqui.