Duas atividades bem interessantes estão acontecendo na Estação Espacial Internacional da Nasa: a primeira flor nasceu por lá e a presença de fungos em uma pequena plantação foi detectada. O astronauta Scott Kelly e sua equipe estão animados com os resultados e divulgando tudo nas redes sociais e no site da Nasa.

A primeira flor

No dia 16 de janeiro, Scott Kelly publicou fotos de uma flor zinnia, nativa dos EUA, florescendo no sistema de crescimento de plantas Veggie a bordo da Estação. Na ocasião, Kelly escreveu “Sim, há outras formas de vida no espaço!”

O experimento começou dia 16 de novembro de 2015, quando o sistema Veggie foi acionado. O processo foi desafiador e aumentou o entendimento de como as plantas crescem em ambiente de microgravidade. Além disso, serviu de treinamento para os desafios que eles irão precisar enfrentar durante viagens para o espaço profundo como uma futura missão a Marte.

Inclusive, a equipe criou o chamado “O Guia de Cuidados com Zinnia para Jardinagem em Órbita” com orientações básicas para o cuidado e condicionamento de Zinnias no espaço. O guia tem uma página e mostra algumas observações básicas feitas por Kelly. No dia 12 de janeiro, os primeiros botões de Zinnia começaram a sair, florescendo em lindas pétalas pouco tempo depois.

Mofo espacial

Uma pequena falha no sistema de Veggie fez com que algumas folhas de Zinnia mofassem. Poderia ser a decaída de um projeto legal e dias de esforço jogados fora, mas foi mais uma forma de aprender sobre como florescer vida no espaço.

epinasty_guttationa

“Enquanto as plantas não crescem perfeitamente, acho que nós ganhamos muito com isso. E estamos aprendendo tanto mais sobre as plantas e os fluidos e também como melhor operar na Estação. Independentemente do resultado do florescimento fina, terá ganho muito”, diz Gioia Massa, líder da equipe Veggie da Nasa.

Em missões anteriores, eles haviam tentar cultivar alface. Dessa vez, eles escolheram as Zinnia não por sua beleza, mas sim por terem características que iriam ajudar ainda mais os astronautas a entender  como uma planta cresceria em microgravidade.

Um problema com vazamento de água em um dos compartimentos da Veggie fez com que algumas plantas morressem. A água estava vazando do compartimento para dentro do local onde as plantas ficavam, formando uma gutação nas plantas. Gutação é quando a pressão interna aumenta e força a água a sair das pontas das folhas. A correção do problema teve que ser adiada fazendo com que o tecido de algumas plantas começassem a morrer. A alta umidade fez com que o ambiente fosse perfeito para a proliferação de pequenos fungos nas plantas.

iss046e001960a

Planta mofada

Por conta disso, o Guia de cuidados com a Zinnia foi feito por Kelly e sua equipe como uma forma de orientar os astronautas futuros que irão plantas Zinnia, alfaces e demais coisas em viagens no espaço profundo. Iremos aguardar por novos resultados e, quem sabe, reproduzir o incrível feito do filme Perdido em Marte.

 

Fonte: Nasa