A sonda New Horizons, da Nasa, revelou fantásticas imagens de Caronte, lua de Plutão. As imagens mostram cores mais nítidas e detalhes sobre a superfície da lua, em imagens liberadas no último dia 1º de outubro.

Caronte tem a metade do diâmetro de Plutão, o maior satélite do sistema solar em relação ao seu planeta. As imagens revelam Caronte com cânions, montanhas, deslizamentos de terra, superfícies e cores variadas. “Pensávamos que a probabilidade de ver essas características interessantes sobre este satélite, um mundo à beira do sistema solar, fossem baixas. Mas, eu não poderia estar mais satisfeito com o que vimos”, disse Ross Beyer, membro da equipe do Instituto SETI filial da missão New Horizons em matéria no site da Nasa.

nh-charon-detail-9-29-15

As imagens revelam cinco fraturas e cânions na superfície ao norte do equador lunar. Os cânions, que formam um grande sistema, se estendem por mais de 1000 milhas (cerca de 1600 quilômetros) por toda a lua. São cerca de quatro vezes maiores que o Grand Canyon e, algumas partes, chegam a ser até duas vezes mais profundas. Essas falhas e canions em Caronte indicam uma sublevação no passado. “No que diz respeito ao tamanho em relação a Caronte, esta característica é muito parecida com o vasto sistema de cânions em Marte, o Valles Marineris”, disse disse John Spencer, vice-líder do Instituto GGI, do Colorado.

Os pesquisadores também descobriram que as planícies ao sul do cânion de Caronte, conhecido como Vulcan Planum, tem crateras menores, sinalizando serem formações mais jovens. As planícies são suaves com ranhuras, indicando desgaste em larga escala do solo.

nh-pluto-charon-v2-10-1-15

A atividade vulcânica fria, conhecida como criovulcanismo, é uma possibilidade para as regiões de superfície lisa de Caronte. “A equipe está discutindo a possibilidade de que um oceano de água interna ter congelado há muito tempo e a mudança de volume resultante ter levado Caronte a se abrir, permitindo lavas à base de água para alcançar a superfície lisa naquela época”, disse Paul Schenk, um membro da missão New Horizons.

A Nasa também liberou um vídeo curtinho sobre Caronte:

 

A equipe ressaltou que, mesmo com todas as imagens melhoradas e ricas em detalhes, novas descobertas sobre Caronte aina estão por vir durante os próximos anos. Eles apostam nos melhoramentos dos softwares usados e nas técnicas de análises. “Eu prevejo que a história de Caronte será ainda mais surpreendente”, disse Johns Haokins, do laboratório de física aplicada da Universidade de Laurel, Maryland.

Atualmente, a sonda New Horizons está a 5 bilhões de quilômetros da Terra e está operando perfeitamente.

Via: NASA