No ano passado, a empresa Blue Origin entrou para a mídia quando se tornou a primeira empresa privada a enviar um foguete para o espaço e ter conseguido pousar novamente com segurança – através da sua nave não tripulada New Shepard – alimentando uma rivalidade saudável com a empresa SpaceX do empresário Elon Musk.

Agora, a Blue Origin revelou que eles planejam começar a lançar no ano que vem as primeiras viagens tripuladas para o espaço, mesmo objetivo e ano datado pela SpaceX.

Nenhuma empresa privada enviou até hoje seres humanos ao espaço, portanto, a empresa que fazer o voo inaugural, terá a honra de ser a primeira e entrar para a história. A Blue Origin é notoriamente sigilosa sobre suas intenções, tanto que o comunicado sobre as viagens tripuladas pegou muitos de surpresa.

A Blue Origin se prepara para voos tripulados com humanos para 2017 e o presidente da empresa Bezos, falou em uma entrevista que eles estão se esforçando para serem os mais transparentes possíveis sobre os seus objetivos.

“Nós provavelmente vamos fazer viagens de testes com pilotos em 2017, e se for bem sucedido, então eu imagino colocar astronautas viajando em 2018”, disse Bezos em um comunicado.

Os detalhes específicos sobre o projeto ainda não foram divulgados. Ainda não a ingressos a venda para os voos, nem existem quaisquer detalhes sobre o quanto eles custariam. Talvez uma comparação pode ser feita com a Virgin Galactic, que está cobrando US$ 250.000 dólares para fazer uma viagem rápida pela estratosfera no seu avião espacial SpaceShipTwo.

A Blue Origin também está trabalhando em motores de foguete para o lançamento da Alliance United (ULA), um conglomerado americano de empresas aeroespaciais, e enquanto Bezos esteja autofinanciando seu projeto, ele espera que empreendimentos como este e o turismo espacial possam se tornar rentáveis num futuro próximo.

Nós vamos ter que esperar e ver o que acontecerá no próximo ano, mas o que quer que aconteça, não se há dúvida de que a corrida espacial privada está bem e verdadeiramente competitiva.