Muito provavelmente, as tempestades solares durante a adolescA?ncia do Sol, podem ter ajudado a tornar a Terra um ambiente propA�cio ao surgimento dos primeiros seres vivos. A� o que diz os novos estudos da Nasa. A conclusA?o A� de que as erupA�A�es vulcA?nicas intensas hA? 4 bilhA�es de anos atrA?s teriam fornecido energia suficiente para a Terra. Os resultados foram publicados na revista Nature Geoscience.

HA? cerca de 4 bilhA�es de anos atrA?s, o nosso Sol brilhou com cerca de trA?s quartos do brilho que vemos hoje, mas as gigantescas erupA�A�es na sua superfA�cie, aparentemente, foram cruciais para a nossa existA?ncia na Terra. A nova pesquisa da Nasa sugere que as explosA�es solares forneceram energia o suficiente para a formaA�A?o de RNA e DNA.

Entender as condiA�A�es necessA?rias para a vida na Terra A� o primeiro passo para traA�ar a origem dos seres vivos. Entendendo nossa origem e existA?ncia A� que iremos poder buscar vida em outros planetas e luas.

a�?Naquela A�poca, a Terra recebeu apenas setenta por cento da energia do Sol do que hoje em dia. Isso significa que a Terra deveria ter sido uma bola de gelo. Em vez disso, a evidA?ncia geolA?gica diz que era um globo quente com A?gua lA�quida. Chamamos isto de Paradoxo de Young Suna�?, explica Vladimir Airapetian, principal autor do trabalho.

A histA?ria do Sol pode ser desvendada pela procura de estrelas semelhantes no universo. Dessa forma, os cientistas conseguem construir uma espA�cie de linha do tempo organizando estrelas de idades diferentes e muito semelhantes ao Sol. Por conta disso, os cientistas sabem que hA? 4 bilhA�es de anos atrA?s o sol brilhava mais fracamente, mas tambA�m era capaz de produzir muitas explosA�es solares.

A Terra conta com um campo magnA�tico que nos protege da parte nociva da emissA?o de raios e das explosA�es solares. Esse campo magnA�tico criam as incrA�veis auroras boreais durante os ventos solares. As explosA�es solares tambA�m podem ser capazes de causar algumas perturbaA�A�es nos sistemas de comunicaA�A?o terrestres.

O constante fluxo de partA�culas solares na Terra primitiva pode ter nA?o sA? aquecido a atmosfera como tambA�m ter fornecido a energia necessA?ria para fazer junA�A�es quA�micas complexas; tais junA�A�es iriam precisar de uma quantidade enorme de energia para criar molA�culas mais complexas.

Da mesma forma que essa energia gigantesca parece ter sido extremamente necessA?ria, por outro lado, tambA�m pode ter sido um problema: a constante corrente de erupA�A�es solares tambA�m pode ser bastante prejudicial por conta da radiaA�A?o intensa. a�?Queremos reunir todas estas informaA�A�es, o quA?o perto um planeta A� de sua estrela, o quA?o energA�tico a estrela A�, quA?o forte a magnetosfera do planeta estA? em ordem para ajudar a procurar planetas habitA?veis em torno de estrelas perto do nosso prA?prio planeta e em toda a galA?xia, completa William Danchi, co-autor do trabalho.

Via site da Nasa