Além dos 100 anos da Relatividade de Einstein, 2015 marca o 20º aniversário da descoberta do primeiro planeta ao redor de uma estrela parecida com a nossa. A Nasa reuniu mais de 60 astrônomos e fez uma lista com os 20 exoplanetas mais queridos e intrigantes dos 2000 descobertos até então. Esses mundos representam as crescentes chances de encontrar vida fora do nosso planeta, além do aumento da compreensão da ciência do cosmos e de tudo o que ele é capaz de fazer.

  1. Kepler – 186F

1

Kepler-186F foi o primeiro planeta rochoso a ser encontrado dentro de uma zona habitável, ou seja, a uma distância de seu sol propício para o aparecimento de água na superfície. Ele também é semelhante ao tamanho da Terra. As tecnologias que estão sendo desenvolvidas irão ajudar na compreensão das atividades na superfície desse planeta, eleito como o número 1 da lista dos mais queridos pelos astrônomos.

  1. HD 209458 b (ou ‘Osiris’)

21

Este planeta foi o primeiro visto em trânsito (passando por sua estrela diminuindo, assim, parte da luz). A descoberta desse planeta mostrou que as observações de trânsitos de exoplanetas eram viáveis e abriu um novo campo na busca de novos mundos.

  1. Sistema Kepler-11

31

Este foi o primeiro sistema solar compacto encontrado pelo telescópio Kepler. Ele contém cinco planetas e revela ser um sistema bastante estável. A partir de sua descoberta, os cientistas começaram a trabalhar com a linha de pensamento de que sistemas planetários como o nosso são muito comuns, ampliando, mais uma vez, o leque da corrida pela busca de exoplanetas.

  1. Kepler-16b

41

Tatooine da vida real, esse planeta foi o primeiro orbitante de duas estrelas descoberto pelo telescópio Kepler. Ele também é conhecido como Planeta Circumbinário.

  1. 51 Pegasi b

Scientists have reported the first conclusive discovery of water vapor in the atmosphere of an exoplanet, or a planet beyond our Solar System. This artist's impression shows a gas-giant exoplanet transiting across the face of its star. Infrared analysis by NASA's Spitzer Space Telescope of this type of system provided the breakthrough. The planet, HD 189733b, lies 63 light-years away in the constellation Vulpecula. It was discovered in 2005 as it transited its parent star, dimming the star's light by some three percent.

Este planeta é gigante: tem cerca de metade da massa de Júpiter e completa uma volta ao redor de sua estrela a cada quatro dias. Foi o primeiro planeta orbitando uma estrela semelhante ao sol a ser descoberto.

  1. CoRo T 7-B

61

Este é o primeiro super-Terra rochoso descoberto pelos astrônomos. Ele mostrou que mundos como a Terra são possíveis em todos os lugares do cosmos.

  1. Kepler-22b

71

Além de estar na zona habitável, é um forte candidato a ser um planeta com água diferente de qualquer outro já visto no nosso sistema solar.

  1. Kepler-10b

81

Primeiro planeta rochoso descoberto pelo telescópio Kepler, é do tamanho da Terra. É considerado um lugar arrasado por choques com asteroides e atividade vulcânica. Por conta disso, os cientistas acreditam que ele possa ter um oceano de lava em sua superfície.

  1. Sistema Kepler-444

91

É o sistema planetário mais antigo conhecido até então com cinco planetas com o porte da Terra. Esse sistema mostrou que sistemas solares estão em formação desde o início da galáxia.

  1. 55 Cancri e

101

Este planeta é quentinho e completa uma volta em torno de sua estrela a cada 18 horas. Ele está muito perto do seu sol – cerca de 35 vezes mais perto do que a distância de Mercúrio para o nosso sol. Seu núcleo tem grandes chances de ser rochoso rodeado por uma camada de água num estado ‘supercrítico’, onde é líquido e gás. Dessa forma, todo o planeta pode ser coberto de vapor.

  1. HD 189733 b

11

Este exoplaneta tem, aproximadamente, o mesmo tamanho de Júpiter e é um dos exoplanetas mais estudados pelos pesquisadores. Foi o primeiro planeta descoberto após análise de trânsito via raios-x. O Observatório de Rios-X da Nasa e a Agência Espacial Europeia estão usando os raios-x para estudar o HD 189733 b e sua estrela-mãe.

  1. Sistema PSR B1257 + 12

12

Foi descoberto durante os anos de 1992 a 1994. Este sistema é peculiar: os 12 planetas, um dos menores corpos planetários conhecidos até então, orbitar um pulsar (uma estrela que explodiu).

  1. Sistema K2-3

After more than four years of observations using the most successful low-mass exoplanet hunter in the world, the HARPS spectrograph attached to the 3.6-metre ESO telescope at La Silla, Chile, astronomers have discovered in this system the lightest exoplanet found so far: Gliese 581e (foreground) is only about twice the mass of our Earth. The Gliese 581 planetary system now has four known planets, with masses of about 1.9 (planet e, left in the foreground), 16 (planet b, nearest to the star), 5 (planet c, centre), and 7 Earth-masses (planet d, with the bluish colour). The planet furthest out, Gliese 581d, orbits its host star in 66.8 days, while Gliese 581 e completes its orbit in 3.15 days.

This artist’s impression shows the planet orbiting the Sun-like star HD 85512 in the southern constellation of Vela (The Sail). This planet is one of sixteen super-Earths discovered by the HARPS instrument on the 3.6-metre telescope at ESO’s La Silla Observatory. This planet is about 3.6 times as massive as the Earth lis at the edge of the habitable zone around the star, where liquid water, and perhaps even life, could potentially exist.

This artist’s impression shows the planet orbiting the Sun-like star HD 85512 in the southern constellation of Vela (The Sail). This planet is one of sixteen super-Earths discovered by the HARPS instrument on the 3.6-metre telescope at ESO’s La Silla Observatory. This planet is about 3.6 times as massive as the Earth and lies at the edge of the habitable zone around the star, where liquid water, and perhaps even life, could potentially exist.

Este sistema é composto por três super-Terras. Atualmente, os cientistas já conhecem sobre suas massas e raios e, em breve, revelarão sua composição atmosférica.

  1. Sistema HR 8799

14

É o primeiro sistema multi-exoplaneta fotografado diretamente. Contém um disco de detritos e, pelo menos, quatro planetas maciços.

  1. Sistema Kepler 16

Artist's impression of a transiting Jupiter-mass exoplanet around a star slightly more massive than the Sun, such as the one discovered around SWEEPS-04.

Este sistema é composto por dois planetas e tem as órbitas mais espaçadas até então. A distância de um para o outro é de cerca de 1,2 milhão de milhas – cinco vezes a distância Terra-Lua.

  1. HD 114762 b

16

Foi descoberto em 1989. Devido a sua massa ser 11 vezes maior que a de Júpiter e ter sido encontrado em uma órbita de 84 dias, foi inicialmente assumida (de forma incorreta) como uma anã marrom.

  1. Kepler-452 b

17

Este mundo é o primeiro do tamanho da Terra encontrado em zona habitável de uma estrela como o Sol. O planeta é 60% maior que a Terra e 5% mais longe de sua estrela do que a Terra do Sol.

  1. HD 80606 b

18

Este é o mais estranho de todos. Tem uma órbita excêntrica, tempestades, rotação, aquecimento atmosférico. Comportamentos não observados em nenhum dos outros planetas até então.

  1. WASP-47

19

Faz parte de um sistema multi-planetas compacto e é o único semelhante a Júpiter com companheiros planetários mais próximos de si.

  1. OGLE-2005-BLG-390

20

Para fechar a lista, esse planeta orbita uma provável anã vermelha, e está perto do centro da Via Láctea.

Fonte: Nasa